Marinha do Brasil amplia frota de patrulhamento no Porto de Santos

Notícias

Na terça-feira dia 05/11, o navio-patrulha Guaporé (P45) foi entregue à unidade, que fica no Cais da Marinha do Brasil, no Porto de Santos, fazendo com que a frota do Grupamento de Patrulha Naval Sul-Sudeste (GPNSS) esteja completa.

A embarcação já esteve em Santos, durante um mês, em julho, mas, desta vez ela ficará na região permanentemente para ajudar na fiscalização e patrulhamento da costa.

O navio da classe Grajaú tem autonomia para permanecer dez dias em alto-mar, com 200 toneladas, canhão na proa, canhão nas bordas e capacidade para ações de patrulhamento além de 200 milhas náuticas (cerca de 370 quilômetros da costa), alcançando as plataformas de petróleo.

O grupamento conta com outro navio-patrulha, o Guajará, do mesmo tipo, que foi entregue no mês passado, além de uma lancha blindada e dois navios aviso-patrulhas, Barracuda e Espadarte. Estas três de menor tamanho, atuam mais perto da costa, próximo ao canal do Porto e às praias.

O GPNSS recebe também uma tripulação de 28 homens, que foram escolhidos por meio de um processo seletivo justamente para servir em Santos e trazer suas famílias para a região. Os tripulantes selecionados e familiares já estão instalados em Santos.

O navio veio da área do 1º Distrito Naval para o 8º Distrito Naval. Ficava no arsenal de Marinha, tendo como porto sede a Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro.

Assim como o Guajará, o Guaporé foi construído em um estaleiro na Alemanha e lançado ao mar em 1995. Esse é o terceiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem ao rio na fronteira do Brasil com a Bolívia.

O primeiro, ainda em casco de madeira, era da época do Império, já o segundo foi utilizado na 2ª Guerra Mundial, escoltando comboios, caçando submarinos e patrulhando o Atlântico Sul.

 

Fonte: A Tribuna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top