A equipe econômica do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff foi anunciada há 50 dias. O mercado financeiro aplaudiu a escolha, mas com reservas e sem transferir, de imediato, o entusiasmo aos preços dos ativos financeiros. O ambiente externo, conturbado, tornou os investidores ainda mais cautelosos.

A ação da equipe econômica, há apenas duas semanas no cargo e tendo Joaquim Levy, ministro da Fazenda, à frente, começa a provocar impacto positivo nos ativos negociados no país. A disposição demonstrada por Levy de enfrentar o problema fiscal deixado pela equipe anterior está animando os mercados.

Antes da confirmação de Levy na Fazenda, Nelson Barbosa no Planejamento e Alexandre Tombini no Banco Central (BC), a probabilidade de o Comitê de Política Monetária elevar a taxa básica de juros (Selic) em 0,75 ponto percentual, na reunião do dia 21 deste mês, chegou praticamente a 100%. Ontem, caiu para apenas 16%, uma indicação clara de que os participantes do mercado começam a acreditar que a política fiscal reduzirá a necessidade de aperto das condições financeiras para combater a inflação.

Os contratos de juros de longo prazo também já refletem maior confiança na equipe econômica. Os Depósitos Interfinanceiros (DI), que são os contratos de juros futuros, estão mostrando queda nos prêmios exigidos pelos investidores. O DI com vencimento em janeiro de 2021, um dos preferidos por aplicadores estrangeiros na BM&FBovespa, era negociado com juro de 12,58% ao ano em meados de dezembro. Na segunda-feira, estava cotado a 12,17% e, ontem, a 12,08%.

Há efeitos também na taxa de câmbio. Um pouco antes do anúncio do time econômico de Dilma, o mercado cambial jogou o dólar acima de R$ 2,73, influenciado pelas dúvidas quanto à continuidade do programa de intervenção diária do BC e pela hesitação da presidente em definir o futuro ministério. Há outros fatores influenciando a cotação do dólar, especialmente lá fora, mas o fato é que, nos últimos dias, a moeda americana recuou. Ontem, fechou em R$ 2,62.

Fonte: Valor Econômico

Back to Top